Queda de cabelo feminina: saiba tudo sobre!

queda de cabelo feminina

A queda de cabelo feminina é muito mais frequente do que se imagina. Na verdade não é só a queda, mas a perda do volume,  brilho e beleza, que têm as  mesmas causas da queda. 

Cerca de 30% das queixas ouvidas pelos dermatologistas são justamente essas. E se você perguntar ao seu cabeleireiro, com certeza vai ficar ainda mais surpresa com a quantidade de reclamações que as mulheres fazem  sobre a perda das características bonitas dos cabelos.

Saber o porquê tudo isso acontece, é muito importante para o universo feminino! O cabelo é poder, beleza, é força! Você não imagina o que é perdê-los!

Pensando em todas as dúvidas femininas sobre queda de cabelo, nós trouxemos todas as informações para você ficar por dentro:

Queda de cabelo feminina, quais são as principais causas ?

Existem várias causas para a queda de cabelo feminina.Para começarmos a falar disso, vamos separar os problemas causados por alisamentos, tinturas e clareamento. Deixemos esses casos para o final do texto. Inicialmente vamos falar das doenças ou condições de saúde que causam a queda e perda da força dos fios.

Eflúvio telógeno

Mulheres com até 45-50 anos são muito propensas a ter uma forma de queda chamada eflúvio telógeno.  É aquela  queda causada por excesso de trabalho, estresse emocional, vestibular, pós parto, mudança de emprego, divórcio, filhos … nem precisa continuar a lista porque você conhece bem essa história.  O estresse físico também pode causar queda capilar nas pessoas que treinam muito ou praticam esportes  tipo enduro. Alterações do ciclo menstrual ( hormônios ) também estão neste grupo.

O eflúvio telógeno é a principal causa de queda desta faixa etária. Os fios que caem são normais, e estão no auge do crescimento. Frequentemente têm um pouco da raiz na extremidade. Uma massinha esbranquiçada. O que você percebe é que estão caindo fios em excesso, mais do que o normal, que são de 50 a 100 fios por dia. 

Essa condição começa a ser um problema quando o período de queda ultrapassa 3 ou 4 meses, pois passa a ser eflúvio telógeno crônico.
Se você tiver interesse, leia mais sobre o tema no texto que preparamos para você : Eflúvio telógeno causa 90% da queda de cabelo feminina

Menopausa

Após os 45 – 50 anos, você pode ter eflúvio telógeno também, claro,  mas o mais provável é que a diminuição dos hormônios femininos seja a causa dos seus problemas com o cabelo. À medida que envelhecemos, vamos criando uma relação tipo Caim contra Abel com nossos cabelos. 

O estrógeno deixa os cabelos maravilhosos ,um exemplo disso é a gravidez. Os cabelos ficam lindos, e  a falta desse hormônio após a menopausa leva a um afinamento progressivo dos fios, perda da força e do brilho. Você percebe que perdeu volume quando segura ou prende os cabelos. Eles despenteiam com facilidade ao vento e os fios que caem precocemente não são completamente crescidos.

Se você já percebeu que seus cabelos estão perdendo a força que tinham, considere iniciar um tratamento antiaging para os fios. Os resultados são muito bons e  são tratamentos fáceis de fazer, não tomam tanto tempo e não são caros! Vale a pena!

Leia mais sobre esse assunto em: Queda de cabelo na menopausa.

Alopécia androgenética

A terceira causa de queda de cabelo feminina é a alopécia androgenética.
Essa forma de queda é aquela que afeta a maioria dos homens e está relacionada a uma tendência familiar associada à presença do hormônio masculino. 

Apenas 5% das mulheres possuem essa condição. Normalmente afeta mulheres adultas e se caracteriza por uma rarefação difusa dos fios e um afinamento progressivo. É semelhante, mas não igual, à alopécia da menopausa. Os tratamentos não são muito diferentes nas duas formas. E aqui também vale a regra de que tratamentos no início do problema produzem os melhores resultados. 

As mulheres com esse problema às vezes têm mais cabelos que seus filhos homens, já que a doença é hereditária e se inicia bem mais cedo nos homens devido aos altos níveis de testosterona.Se você quer saber mais sobre essa condição,  leia o texto: Queda de cabelo por alopécia androgenética.

Outras condições que causam queda de cabelo

Existem ainda, outras formas de queda de cabelo feminina como no hipotireoidismo, alopécia areata, alopécia frontal fibrosante, alopécia cicatricial, mas são menos frequentes e requerem cuidados muito específicos. Frequentemente necessitam tratamentos em clínicas,  mas também são tratáveis e o cuidado precoce é a chave para o sucesso. 

Ainda precisamos considerar os danos causados por alisamentos, progressivas, chapinha, clareamento e tinturas. O Brasil é campeão nesta modalidade de problemas com os cabelos.

Todos esses processos agridem a haste do cabelo, o fio propriamente dito. Na maioria das vezes não afeta a raiz, porque ela está protegida profundamente na pele. Ou seja, o cabelo continua sendo produzido normalmente, mas à medida que o fio cresce, vai sendo submetido a sucessivas agressões e acaba quebrando, ressecando, formando pontas duplas ou caindo. 

Os tratamentos para fortalecer a raiz e acelerar o crescimento ajudam, mas se as agressões não pararem ou forem reduzidas,  o problema pode continuar. 

Por falar em tratamento para queda de cabelo feminina, uma opção muito indicada é a LEDterapia.

Tratamento com o uso de LEDs

Atualmente, o tratamento de cabelos com LEDterapia vem se tornando quase obrigatório. Ele é indicado por dermatologistas do mundo inteiro, recomendado por cabeleireiros famosos e usado por milhares de pessoas, incluindo vários artistas. Definitivamente é uma poderosa arma contra a queda de cabelo e para melhora da qualidade dos fios.

Os dispositivos de LED podem ter formato de  bonés, capacetes ou tiaras com uma luz apropriada, que são aplicados na cabeça durante alguns minutos por dia.

A radiação emitida por esses equipamentos é absorvida pela raiz do fio. Funciona como um adubo potente estimulando o folículo piloso a trabalhar mais.

A LEDterapia é uma ótima recomendação para tratar seus cabelos. Cessa a queda em poucos dias, acelera o crescimento capilar,  além de deixar os fios mais fortes e brilhantes.

Ainda tem alguma dúvida sobre o tema? Deixe sua pergunta nos comentários.

1 Comentário

  1. Fernando disse:

    Olá Jéssica, como vai?

    Nossos produtos ajudam no combate contra a queda de cabelos.

    No seu caso, sugerimos que converse com um dermatologista, ele poderá te orientar da melhor forma de usar nosso produto junto com o tratamento mais eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *