LED e Laser capilar: entenda as diferenças e como podem influenciar na escolha do tratamento

Laser capilar ou LED

De fato, a queda de cabelo é um problema cada vez mais comum. Pode ser motivada por fatores intrínsecos, como hereditariedade ou externos como alimentação inadequada ou estresse excessivo. Os tratamentos com LED ou laser para diminuir a queda de cabelos, ou simplesmente para melhorar a aparência e saúde dos fios, vêm se tornando uma realidade e tendência mundial.

Atualmente, há vários equipamentos no mercado, alguns com LEDs, outros com Laser, ou com ambos. Conhecer como o LED e o Laser capilar atuam pode ajudar na escolha do aparelho ideal para você. Fique atento para que sua escolha seja de um equipamento com registro na Anvisa.

O que são o LED e o Laser capilar?

Os bonés e capacetes de LED ou laser capilar são aparelhos que emitem uma radiação luminosa diretamente no couro cabeludo, conhecida como radiação NIR ( 630 a 890nm ). O efeito é conhecido por fotobiomodulação. Esse tratamento reconhecidamente acelera algumas atividades celulares melhorando o rendimento de algumas células.

Os cabelos respondem muito bem a esses equipamentos. Param de cair e voltam a crescer mais fortes, bonitos e saudáveis.

Nos tratamentos para os cabelos, a fotobiomodulação ( ou Low Level Light Therapy )caracteriza-se pelo uso da luz vermelha (650, 660 nm) com parâmetros específicos para que penetre no couro cabeludo e aumente a disponibilidade de energia e nutrientes no couro cabeludo. Isso melhora o funcionamento das células do folículo piloso, que é onde o cabelo é fabricado.

A LEDterapia capilar utiliza LEDs 650nm ( diodos de arsenieto de gálio) e o Laser Capilar utiliza Laser 660nm ( diodo de arsenieto de gálio). Ou seja, o mesmo diodo. 

O laser é também chamado de Laser de Baixa Potência, Laser Frio ou LLLT (Low Level Laser Therapy) e ambos são usados com as mesmas indicações.

Portanto, as indicações e as características técnicas são praticamente as mesmas, conforme veremos adiante.

Quais as diferenças entre esses tratamentos?

As diferenças entre o LED e o Laser Capilar são mais técnicas:

Cor da luz (comprimento de onda)

O laser caracteriza-se por emitir poucos comprimentos de onda: 660nm ( +2nm -2nm ). É considerado como emissão monocromática.

Já o LED é caracterizado por uma “faixa estreita” de comprimentos de onda: 650nm (+10nm -10nm). É considerado emissão policromática. 

Quanto ao comprimento de onda ideal, há um consenso de que não há diferenças significativas desde que a radiação esteja entre 620 e 890nm.

Os comprimentos maiores do que 660nm não são utilizados para tratamento capilar. Outros comprimentos de onda ( cor ) podem ser usados mas para outros tipos de tratamentos. Por exemplo:

  • Violeta: tem ação bactericida, é indicado para tratar acne, psoríases, dermatite seborreica.
  • Infravermelho: age de forma semelhante ao vermelho, mas com uma penetração
  • maior, auxiliando na regeneração muscular.

A luz vermelho profundo (Deep Red – 650-660nm) é a ideal para os cabelos.

Coerência (direção da luz)

A coerência é uma característica dos lasers. A luz sai alinhada como se fosse uma agulha de luz. Quando penetra na pele a luz se dispersa mas continua concentrada numa linha, atingindo um número menor de fios.

O LED tem um ângulo maior de difusão da luz. A luz se espalha melhor e mais homogeneamente entre os cabelos.

Por ter menor dispersão, os lasers são usados em movimentos como as escovas de laser. As tiaras, bonés, capacetes de LED acabam sendo mais práticos de usar no dia a dia. 

Laser capilar atingindo o couro cabeludo
Laser capilar atingindo um número menor de fios

Potência (terapia ou cirurgia)

O laser, como concentra toda a energia em uma área pequena, funciona como uma agulha de luz. Mas se mantido por tempo maior do que o recomendado, no mesmo lugar, pode causar lesão na pele.

Os LEDs, por sua vez, como espalham mais a radiação, são mais seguros sendo recomendados para uso domiciliar.


Boné de LEDterapia
Boné de LED de uso domiciliar espalhando a luz por toda a cabeça

Quais as recomendações de cada opção?

O Laser capilar é mais recomendado para uso em clínicas, devido à supervisão profissional e os LEDs para uso domiciliar. Ambos tratamentos têm a mesma eficácia após 4 a 6 meses de uso e é recomendado o uso concomitante de outros produtos como tônicos capilares, vitaminas, loções, shampoos e produtos para queda de cabelos. 

O número de problemas que eles tratam é muito grande, sendo indicado em quase todos casos de alopécia ou simplesmente para melhorar a qualidade dos cabelos que sempre ficam mais encorpados, fortes, brilhantes e bonitos.

Conclusão 

Tanto Laser como LED podem e devem ser usados em várias situações clínicas como:

  • Alopecia androgenética masculina ou feminina, pois ajuda na interrupção da queda e fortalecimento dos fios.
  • Tratamento de eflúvio telógeno, tipo de queda de cabelo mais comum no pós-parto; em decorrência do estresse mental ou físico; após processos de emagrecimento significativo; dietas muito restritivas; deficiência de vitaminas e oligoelementos; pós quimioterapia.
  • Queda e enfraquecimento dos fios devido alterações hormonais, típicas da menopausa e envelhecimento.
  • Tratamento de problemas no couro cabeludo, como dermatite seborreica e caspa devido à ação anti-inflamatória.
  • Como complemento de tratamentos capilares prévios, ajudando na manutenção dos resultados e maior longevidade do ciclo de vida do folículo capilar.
  • Pós-operatório de Transplante Capilar (FUI ou FUE), pois acelera a cicatrização e auxilia o crescimento do cabelo transplantado.

A LEDterapia destaca-se, por ser  um tratamento tão seguro e eficaz que pode ser realizado em casa como o  Boné Capellux e o Capacete I9.

Equipamentos que promovem a fototerapia capilar de forma prática para combater problemas capilares comuns.

Ainda tem alguma dúvida sobre o tema? Deixe sua pergunta nos comentários.

2 Comentários

  1. Fabiana disse:

    Bom dia. A led terapia pode alterar a estrutura capilar, como deixar os cabelos mais lisos?

    • Thais Ferreira disse:

      Olá, Fabiana!
      Não altera. Se você usar vários meses o Capellux, os seus fios voltam a crescer como eram anteriormente. Porém, mais fortes e sedosos.:)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *