Cabelo caindo: o que fazer? Veja dicas

cabelo caindo o que fazer

Ao identificar o cabelo caindo, o que fazer torna-se uma preocupação tanto para homens como para mulheres. Os cabelos influenciam muito na aparência e na autoestima. Na mulher então, nem fale! Se você estiver passando por isso, aqui estão algumas soluções eficazes do que você pode fazer para controlar a queda dos fios.

Quando se preocupar com a queda do cabelo?

Cabelos caem sempre, isso é normal. Quando a queda é excessiva temos um problema. Dessa forma, se o número de fios caindo limitar-se a 50 até 100 fios por dia, não é preciso se preocupar. Mas, se a queda for superior a esse número, é preciso tomar providências.

Outra observação a ser feita é saber se o cabelo está caindo inteiro ou se está quebrando. No primeiro caso a queda inclui a raiz, enquanto o fio quebradiço afeta só uma parte da haste e pode ser provocado por enfraquecimento ou ressecamento dos fios.

homem com cabelo caindo

Cabelo caindo: o que fazer em 11 dicas

Se seu cabelo estiver caindo, você pode tomar algumas medidas para controlar a situação. Veja a seguir!

1. Cuide da alimentação

Um importante causador da queda de cabelo é a má alimentação. Dietas prolongadas ou erros alimentares são as principais causas de ingestão insuficiente de vitaminas, minerais e proteínas. 

Quando o organismo não tem nutrientes suficientes, ele usa o que tem disponível nos processos considerados mais importantes ou vitais, o que não inclui os cabelos.

Dessa forma, uma das recomendações para quem está com queda de cabelo acentuada, é cuidar da alimentação, incluindo mais opções naturais, como proteínas, legumes, verduras e frutas na dieta. E sim, tem que ser tudo isso! Não somente proteína e frutas, por exemplo.

Uma opção é a suplementação com medicação oral, que normalmente contém as vitaminas e os minerais necessários para a saúde dos cabelos. Mas esse tipo de tratamento precisa ser recomendado por um profissional para que as doses sejam adequadas.  

O excesso de vitaminas A e B ou de ferro, por exemplo, podem ser tão prejudiciais à saúde capilar quanto o déficit desses nutrientes. Não se esqueça que os suplementos de vitaminas não contêm proteínas!

2. Hidrate-se

Um quarto da haste capilar contém água, e por isso é essencial beber muita água para evitar a queda de cabelo. Beba pelo menos 2 litros de água por dia para manter-se hidratado e ter o cabelo mais saudável.

3. Reduza o estresse

Entre as principais causas da queda de cabelo está o estresse. Quando estamos estressados, produzimos mais cortisol, hormônio que, quando em excesso, reduz a atividade das células, altera o metabolismo dos nutrientes, prejudica a absorção de vitaminas, proteínas e minerais.

Nesses casos, a redução do trabalho dos folículos pilosos afetam a saúde capilar. Não é fácil, mas é preciso combater as causas do estresse para que os tratamentos tenham resultados satisfatórios.

O estresse chega por todas as portas e janelas na vida moderna. Pode ser causado por uma rotina exaustiva de trabalho, angústia, depressão dentre inùmeras causas. Pode ser crônico ou agudo dependendo do tempo de duração.

A queda de cabelos aparece depois de algum tempo de estresse (cerca de 3 meses). A recuperação também demora alguns meses após o final do período.

4. Evite fumar

Fumar afeta não só a sua saúde, mas também leva a perda de cabelo. Os cigarros reduzem a quantidade de sangue que flui para o couro cabeludo, afetando o crescimento dos fios.

5. Suspenda as químicas

Em alguns casos, a perda de cabelo pode ter relação com a realização frequente de procedimentos químicos nos cabelos, como progressivas, tinturas e cauterização.

A recomendação é que os intervalos entre procedimentos sejam de, pelo menos, um ou dois meses, para que haja uma restauração do fio antes que ele seja submetido a um novo agente químico. O Brasil é campeão de problemas com químicas de cabelo que causam danos aos fios (a haste). No caso, queda de cabelo sem a raiz. 

Quando esses prazos não são respeitados ou se o cabelo é submetido a essas mudanças quando já está fragilizado, pode haver uma intensificação da queda somada a enfraquecimento e ressecamento dos fios.

6. Tenha uma rotina de limpeza capilar

Outro importante causador da queda de cabelo é a oleosidade capilar, que pode piorar com a rotina de limpeza. Um agravante da oleosidade excessiva é de desenvolver caspa ou dermatite seborreica.

Dessa forma, é fundamental lavar o cabelo, realizando uma higienização compatível com as características do seu fio. Por exemplo, cabelos oleosos devem ser lavados com maior frequência do que os secos e usando shampoo específico para remover mais a gordura produzida pelo couro cabeludo.

7. Use shampoo antiqueda

Quando cabelo cai, o que fazer para reverter a situação inclui, na maior parte das vezes, o uso de um shampoo antiqueda ou tônico antiqueda.

Esses produtos têm formulações com substâncias antioxidantes, como a cafeína, que ajuda a reduzir o envelhecimento celular. Além disso, contém substâncias que aumentam o metabolismo do couro cabeludo, acelerando o crescimento dos cabelos.

Existe uma grande variedade de produtos no mercado, nacionais e importados,  que com certeza vão te ajudar a  ter um cabelo mais bonito, sedoso e saudável.

8. Evite banho com água muito quente

O cabelo é muito delicado, por isso é importante evitar água excessivamente quente para lavá-lo. O fato é que a água quente rouba a cor e ativa as glândulas produtoras de óleo do couro cabeludo, o que danifica as raízes e leva à queda dos fios. 

Use água morna para diluir a secreção de glândulas sebáceas e melhorar a circulação sanguínea do couro cabeludo.

9. Invista em tratamento com LED

Atualmente, uma moderna ferramenta para quem está com o cabelo caindo é fazer um tratamento com luz de LED, chamado  LEDterapia. É uma tendência mundial no tratamento de cabelos. Essa abordagem pode ser realizada em casa de forma segura e eficiente com equipamentos unissex como Boné Capellux ou o Capacete de LED, além da opção de tratamento em clínicas especializadas.

Na LEDterapia, ocorre uma distribuição equilibrada da luz vermelha no couro cabeludo, resultando na melhor nutrição e saúde dos folículos, o que prolonga o ciclo de vida dos fios.

Além disso, o tratamento melhora a absorção de nutrientes no couro cabeludo, tornando os fios mais fortalecidos e grossos, prevenindo não apenas a queda de cabelo como também a quebra.

10. Tome cuidado com as medicações ingeridas

Alguns medicamentos podem causar queda capilar e, assim como o estresse, costuma se manifestar após três meses do uso. Essa demora pode dificultar a identificação.

Medicações como antibióticos, anti-inflamatórios, remédios para controle do apetite, ansiolíticos, antidepressivos podem ter como efeito colateral a queda de cabelo. Essa informação você encontra na bula do medicamento.

A recomendação é conversar com seu médico sobre a possibilidade de substituição. 

11. Durma o suficiente

A falta de sono afeta seus cabelos e sua pele. Certifique-se de ter pelo menos 7-8 horas de sono diariamente. Isso resolverá muitos dos seus problemas capilares!

Ainda tem alguma dúvida sobre o tema? Deixe sua pergunta nos comentários.

2 Comentários

  1. Marina disse:

    Vocês consertam o boné? O do meu filho parou de funcionar de repente.
    Obrigada
    Marina

    • Fernando disse:

      Olá Marina, como vai?

      Sim, prestamos o serviço de manutenção de nossos produtos. Pro gentileza, entre em contato com nossa assistência técnica.
      Telefone: (11) 4512-5050 – Ramal 3 (Assistência Técnica)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *